Wiki Dragon Age Brasil
Advertisement
Avvar Shaman

Xamã Avvar

Magia Naturalista (um termo pejorativo criado pela Chantria[1]), também conhecida como "perturbação arcanista"[2] entre os estudiosos, é uma forma de expressão mágica diferente da dos magos típicos. Magos Naturalistas são usuários de magia não treinados que exercem poderes desenvolvidos fora do ensino convencional.[3] Alguns desses magos não estão nem cientes de sua natureza. Não desenvolvidas, suas habilidades podem se expressar de várias maneiras, que o mago pode atribuir à fé, ou vontade, ou a outro ser inteiramente (dependendo da natureza do mago).[4]

A magia naturalista foi estudada extensivamente pelo Magistrado Allineas no auge da Era das Torres. Ele cunhou o termo "perturbação arcanista" e postulou que o talento mágico é como um rio fluindo. Quando expresso através de um mago, encontra uma saída adequada através de feitiçaria. Deixado por conta própria, ele flui inesperadamente e, assim, são criados magos naturalistas.[1] Depois de se tornar um mago naturalista, não há como voltar atrás – eles não podem aprender e lançar feitiços como os magos normais os conhecem.[5]

Os “magos da natureza” e as “bruxas” nem sempre empregam magia proibida, muitas vezes seus talentos estão na criação de encantos, no uso de maldições e na capacidade de mudar suas próprias formas. Suas habilidades podem incluir a capacidade de se comunicar com espíritos também. Ainda assim, esses magos possuem poder que nenhum feitiço do Círculo poderia replicar e sua habilidade imprevisível é considerada uma ameaça pela Chantria.

Antes da formação do Círculo, a magia naturalista era comumente praticada na forma de antigas tradições e rituais, com conhecimento transmitido de uma geração de praticantes para a próxima. Exemplos de magos naturalistas incluem as chamadas "bruxas" dos selvagens Chasind, os "xamãs" dos bárbaros Avvar[4], e os videntes de Rivain.[6][7] Saarebas Qunari também são essencialmente magos da natureza com foco na destruição.[5]

Os magos naturalistas vivem vidas caóticas e são frequentemente atraídos para a escuridão, tentação e às vezes até insanidade. Suas vidas são muitas vezes curtas como resultado desse talento selvagem. O termo "perturbação arcanista" reflete essa propensão à loucura em tais magos.[1]

Magos notáveis[]

  • Aldenon, o sábio[8]
  • Amrita - herbalista que descobriu a Veia de Amrita[9]
  • Solas[10]
  • Morrigan
  • Ermita Louco
  • Saarebas

Referências[]

  1. 1,0 1,1 1,2 Dragon Age: Asunder, p. 285
  2. Dragon Age: Asunder, p. 331
  3. Dragon Age: The World of Thedas, vol. 1, p. 105
  4. 4,0 4,1 [[Entrada de códice: Apóstatas]]
  5. 5,0 5,1 Interview with David Gaider. YouTube. (Transcript)
  6. Entrada de códice: Rivain
  7. Entrada de códice: Videntes e o Allsmet
  8. Entrada de códice: Vestimentas de Aldenon
  9. Entrada de códice: Veia de Amrita
  10. Patrick Weekes. https://twitter.com/PatrickWeekes/status/483732132645191680 . Twitter.
Advertisement