Wiki Dragon Age Brasil
Advertisement

Para o jogo, veja Dragon Age: Inquisition.

"Na escuridão, sem medo."

—Lema da Antiga Inquisição[1]

Organização
Inquisição

Inquisição Icone
Tipo:
Militar/ Política
Quartel General:
Fortaleza do Céu (Inquisição Moderna)
Patentes:
Inquisidor
Embaixador
Comandante
Captão
Tenente
Sargento
Corporal
Agente
Recruta
Raça:
Qualquer
Localização:
Aparições:
Dragon Age II (mencionada)
Dragon Age: Asunder (mencionada)
Dragon Age: Inquisition
Dragon Age: Magekiller
Invasor
Dragon Age: Knight Errant
Dragon Age: Tevinter Nights
Dragon Age: Dark Fortress

A primeira Inquisição foi um grupo de pessoas que, após a Primeira Praga, se levantaram para defender Thedas dos perigos da magia e dos hereges. A Inquisição mais tarde aliou-se à Chantria, abandonando seu nome original e dividindo-se entre os Investigadores da Verdade e a Ordem dos Templários[3]. Em 9:41 Dragão, a Inquisição é reformada, seguindo o evento cataclísmico chamado de Brecha.

Antiga Inquisição[]

Nos anos anteriores à fundação da Chantria e ao início da Era Divina, Thedas mergulhou no caos. A Primeira Podridão havia terminado, o Império se desfez após a Marcha de Andraste, e apesar da disseminação dos ensinamentos do Criador, os cultos de magos de sangue, maleficar e Deuses Antigos se espalharam[3]. A Inquisição foi formada por volta de -100 Ancient[4], antecedendo assim a Chantry em aproximadamente 90 anos[5], com o objetivo de proteger as pessoas da "tirania da magia" em qualquer forma que possa tomar - magos de sangue, abominações, cultistas ou hereges[6]. Uma associação frouxa de linha-dura andrastiana, o grupo vasculhou a terra em busca dessas "ameaças" e alguns dizem que o reino deles foi de terror[7]. Outros dizem que foram lançados sob uma luz negativa pela história porque suas investigações e até mesmo a aplicação da justiça, protegendo tanto magos quanto pessoas comuns de forma imparcial, cruzaram muitos grupos poderosos. Nesses relatos, sugere-se que o grupo já era conhecido como os Buscadores da Verdade e que o apelido de "Inquisição" talvez fosse pejorativo[8].

Em 1:20 Divina, a Chantria recém-fundada encontrou uma causa comum com a Inquisição e eles assinaram o Acordo de Nevarra[9].Como parte do acordo, a Inquisição tornou-se o novo braço marcial da Chantria, a Ordem dos Templários, e seus membros seniores ficaram conhecidos como os Buscadores da Verdade. Outro resultado foi a criação do Círculo dos Magos[9], com os Templários servindo como supervisores do Círculo.

O último líder da Inquisição original, Ameridan, desapareceu após a dissolução da organização. Dizem que ele partiu para caçar um poderoso dragão ou para não ofuscar a recém-criada Ordem dos Templários.

Quando a Inquisição acabou, a misteriosa Ordem da Promessa de Fogo se levantou pela primeira vez, alegando ser a verdadeira Inquisição e os Buscadores da Verdade. Eles foram rapidamente dispersos pelo poder da recém-criada Chantria.

A Inquisição Moderna[]

Membros da Inquisição

O Círculo Interno da Inquisição restaurada

Splr dai
"Não importa o que éramos antes, agora somos a Inquisição" - O Inquisidor
Este artigo contém spoilers de Dragon Age: Inquisition. Clique aqui para mostra-los.

A Inquisição moderna, em um estado incipiente, começa com o interrogatório de Varric Tethras pela Investigadora Cassandra Pentaghast. [10] A reconstrução da Inquisição é, na verdade, um plano B da Divina Justinia V no caso de uma calamidade dentro da Chantria ou se sua tentativa de restaurar a paz entre magos e templários falhasse.[11] Justinia esperava que, com apoio suficiente, a Inquisição pudesse desafiar os próprios princípios da Chantria para fazer valer os direitos dos magos. Os servos do Divino procuraram por um candidato digno para liderar a Inquisição, como o Herói de Ferelden ou o Campeão de Kirkwall, mas ambos haviam desaparecido.

Após a explosão maciça que matou a Divina e o Conclave, Thedas cai no caos quando a Brecha ameaça consumir o mundo. O mandato da falecida Divino foi invocado por suas Mãos, Cassandra Pentaghast e Leliana, declarando a Inquisição renascida e independente da autoridade da Chantria. No entanto, a Chantria denunciou a Inquisição, chamando-os de hereges por abrigar o único sobrevivente da explosão do Conclave, que havia sido rotulado de Arauto de Andraste por testemunhas do conclave fracassado no Templo das Cinzas Sagradas, quando ele/ela foi aparentemente levado(a) para fora do Imaterial pela própria profeta.

InquisitionSymbol

Um emblema com o brasão da Inquisição

Depois de se aliar ou recrutar os magos rebeldes ou templários, o Arauto consegue selar a Brecha. Mas as celebrações são interrompidas, pois Refugio é atacada por Corypheus. O Arauto o distrai o suficiente para que a aldeia seja evacuada antes de causar uma avalanche para enterrar o exército de Corypheus e a aldeia. Quando o Arauto se reúne com os sobreviventes de Refúgio, ele/ela os leva para a Fortaleza do Céu, onde recebe formalmente o título de Inquisidor.

A Inquisição mais tarde lidera um cerco à Fotaleza Adamant para impedir o magistrado Venatori Livius Erimond de vincular os Guardiões Cinzentos magos a Corypheus, permitindo que os darkspawn controlem um exército de demônios. No rescaldo, o Inquisidor pode se aliar aos Guardiões sobreviventes ou bani-los de Orlais.

Após a resolução da Guerra dos Leões, Orlais formalmente se alia à Inquisição e eles marcham para a Floresta dos Arvoredos para expurgar o restante do exército de Corypheus. Infelizmente, Corypheus retorna ao Templo das Cinzas Sagradas para reabrir a Brecha, forçando o Inquisidor a enfrentá-lo sem o apoio do exército.

Com a derrota de Corypheus, a Inquisição alcança renome em todo o sul de Thedas e o equilíbrio de poder em Thedas é drasticamente alterado, talvez permanentemente.


Invasor[]

Splr dait
"Eu suspeito que tenha perguntas" - Solas
Este tópico contém spoilers de Trespasser. Clique aqui para mostra-los.

Em 9:44 Dragão, a Inquisição ficou sob pressão de Orlais e Ferelden, o primeiro queria a Inquisição como outro vassalo, o último queria que eles se dissolvessem completamente. Durante a cúpula com o Conselho Exaltado, o Inquisidor é atraído para lidar com uma nova ameaça Qunari que está se espalhando atraves eluvians mágicos. Leliana descobre que vários dos elfos nas próprias fileiras da Inquisição eram convertidos Qunari de Kirkwall e secretamente usaram a Inquisição para contrabandear gaatlok para o Palácio de Inverno. Solas também revela que seus agentes também foram incorporados à Inquisição.

Após a resolução da ameaça Qunari, o Inquisidor, tendo seu próprio braço esquerdo magicamente amputado por Solas para evitar que a Âncora o mate, retorna ao Conselho Exaltado para decidir o destino da Inquisição.

Se o Inquisidor reestruturar a Inquisição:
O Inquisidor sentiu que a Inquisição ainda era necessária para enfrentar as ameaças de Thedas, mas não poderia continuar em sua forma atual diante da crescente pressão política. Assim como a primeira Inquisição fez com o Acordo de Nevarra, a Inquisição chegou a um acordo com a Chantria. A Inquisição foi reduzida para ser mais gerenciável e serviria como guarda de honra pessoal de Divina Victoria, ela mesma um ex-membro da Inquisição. Isso permitiu que eles lançassem uma campanha contra a iminente ameaça a Thedas, capaz de uma resposta eficaz, mas com maior risco de corrupção. Para tentar compensar isso, a Inquisição começou a selecionar recrutas e membros com muito mais vigor.

Se o Inquisidor dissolver a Inquisição:
O Inquisidor concordou que o mandato da Inquisição havia sido cumprido e dissolveu formalmente a ordem. No entanto, a Inquisição continua secretamente as operações contra a ameaça iminente a Thedas, como uma organização menor, mas mais segura.

Hierarquia e organização[]

A Inquisição reformada é comandada pelo Inquisidor, que atua como líder geral da organização. Abaixo dele/dela estão os três conselheiros, cada um dos quais supervisiona um departamento diferente da Inquisição. O Comandante lidera as forças militares da organização e supervisiona o treinamento. O Senescal/Espião-mestre é responsável pelas operações secretas, subterfúgios e ligações com elementos mais desonestos. O Embaixador está encarregado de coordenar os esforços diplomáticos entre a nobreza e vários outros grupos com os quais a Inquisição deve trabalhar.

A Inquisição é menos rígida do que a maioria das organizações em Thedas e adota uma prática de recrutamento mais inclusiva, permitindo não apenas humanos, mas elfos, anões e Qunari em posições de comando sênior, semelhantes aos [[Guardiões Cinzentos]]. Ao contrário dos Guardiões, no entanto, a Inquisição não se esforça para ser apolítica, pois muito de seu apoio financeiro e diplomático vem de membros seniores da nobreza orlesiana, bem como da nobreza Fereldana.

Splr dait
"Eu suspeito que tenha perguntas" - Solas
Este tópico contém spoilers de Trespasser. Clique aqui para mostra-los.
Se o Inquisidor reestruturar a Inquisição:
Depois de chegar a um acordo com a Chantria no Conselho Exaltado, o Inquisidor continua a servir como líder da Inquisição e mantém a mesma estrutura básica, mas em menor escala e agora é de responsabilidade da Divina Victoria

Heráldica[]

Heraldica alternativa inquisição

Versão alternativa do Sigilo da Inquisição

As constelações Visus, conhecida como "o Olho Vigilante", e Judex, conhecida como a "Lâmina da Misericórdia" ou a "Espada da Misericórdia", estão entrelaçadas para formar a heráldica da Inquisição].[12] Visus era originalmente um símbolo do Senhora dos Céus. Durante a [[Marcha Exaltada contra o Império de Tevinter|Marcha Exaltada] de Andraste, Visus foi usado por seus exércitos para guiar seu caminho para o norte e passou a ser associado ao Criador. A espada foi acrescentada posteriormente, pois conta-se que a estrela que marca a ponta da lâmina só apareceu no céu após a morte de Andraste. A Inquisição primitiva tomou Visus como seu símbolo. Após o estabelecimento do Acordo de Nevarra, que dividiu a Inquisição na Ordem dos Templários e Buscadores da Verdade, o sigilo da Inquisição se dividiu em dois: a Lâmina da Misericórdia tornou-se o símbolo dos Templários, enquanto o olho que tudo vê tornou-se a crista dos Buscadores da Verdade.

Membros notáveis[]

Inquisição Original[]

  • Ameridan - um elfo mago e último Inquisidor.
  • Telana - uma elfa Sonhadora
  • Haron - um Cavaleiro Templário
  • Orinna - uma anã alquimista

Inquisição Moderna[]

Para obter uma lista abrangente de membros conhecidos da Inquisição Moderna, consulte Membros da Inquisição e Categoria:Membros da Inquisição.

  • O Inquisidor - líder da Inquisição Moderna e o protagonista controlado pelo jogador em Dragon Age: Inquisition.
  • Cassandra Pentaghast - ex-Buscadora da Verdade; antiga Mão Direita da Divina; cofundadora da Inquisição; companheira do Inquisidor.
  • Leliana - uma ex-barda e antiga Mão Esquerda da Divina; cofundadora da Inquisição; atual Espiã-mestre encarregada de coletar os Segredos da Inquisição.
  • Cullen Rutherford - ex-Cavaleiro Comandante da Ordem dos Templários; atual Comandante das Forças da Inquisição.
  • Josephine Montilyet - atual embaixadora encarregada de manter as Conexões da Inquisição.
  • Varric Tethras - um deshyr da Guilda dos Mercadores Anões; companheiro do Inquisidor.
  • Touro de Ferro - um mercenário Qunari; líder dos Bravos do Touro; potencial companheiro do Inquisidor.
  • Solas - um elfo apóstata; companheiro do Inquisidor.
  • Sera - uma elfa membro dos Amigos da Jenny Vermelha; potencial companheira do Inquisidor.
  • Vivienne – Primeira Encantadora de Montsimmard; potencial companheira do Inquisidor.
  • Blackwall – um Guardião Cinzento recrutador errante; potencial companheiro do Inquisidor.
  • Cole – um espírito único; potencial companheiro do Inquisidor.
  • Dorian Pavus – um mago Altus do Império de Tevinter; potencial companheiro do Inquisidor.
  • Charter – espiã da Inquisição e uma dos agentes mais confiáveis ​​de Leliana.
  • Dagna – arcanista.
  • Barão Edouard Desjardins - um associado de Josephine Montilyet.
  • Lace Harding – a principal batedora da Inquisição.
  • Marius - um ex-escravo de Tevinter treinado como um matador de magos.
  • Cavaleiro-Capitão Rylen - ex-Templária e segunda em comando de Cullen.
  • Tessa Forsythia – uma aventureira de Nevarra e parceira do matador de magos Marius.
  • Vaea – escudeiro de Sor Aaron Hawthorne.

Trívia[]

  • Em The Sims 3 Vida Universitária existem várias skins de celular, uma chamada "Age of Dragon" que tem um tema de Inquisição.[13]
  • O "palpite deliberadamente alarmante" de quantos soldados, assassinos, diplomatas etc. a Inquisição Moderna reuniu a sua causa é de dez mil.[14]

Referências[]

  1. Diálogo entre Cassandra e Sera
  2. 2,0 2,1 PC Gamer Magazine: Issue 246, pp 24-25
  3. 3,0 3,1 Thedas UK (January 14, 2012). "David Gaider Interview". Retrieved September 17, 2012.
  4. Dragon Age: The World of Thedas, vol. 1, p. 50
  5. Dragon Age: The World of Thedas, vol. 1, p. 56
  6. "On Templars, Raiders, City Guards and The Coterie". Official BioWare blog. Retrieved September 17, 2012.
  7. Entrada de códice: The Seekers of Truth
  8. Dragon Age: The World of Thedas, vol. 1, p. 106
  9. 9,0 9,1 Gaider, D. Dragon Age: Asunder. Epilogue. p. 412.
  10. Varric Character Profile.
  11. read/3432915 Entrevista AusGamers com Cameron Lee.
  12. https://gear.bioware.com/products/inquisition-banner
  13. Veja caption de The Sims 3 Vida Universitária.
  14. Dragon Age: Tevinter Nights, Callback
Advertisement